terça-feira, 1 de junho de 2010

Estava frio, antes mesmo do despertador tocar, eu havia levantado. O sol estava nascendo, podia ver as gotas do cereno na janela. Folhas das arvores balançavam, e os passaros abriam voo. Eu estava inquieta, algo estava pra acontecer, senti aquele amargo aperto no meu peito. Sentia a ausência de alguém. Meu namorado, não passou a noite comigo, talvez seja por isso. Andando vagarosamente pensativa, fui até a cozinha , peguei uma xicara de café e fui até a janela da sala. Fiquei olhando as pessoas lá em baixo, todas com pressas, umas ate se esbarrando nas outras, será que não poderiam tirar se quer uma hora para coisas alem de pensamentos sobre si? Eu estava fazendo isso, tirando uma hora para os meus pensamentos, para os meus atos e responsabilidades com coraçoes de outras pessoas. O telefone tocou, na mesma hora levei um pequeno susto, pois que tudo estava em silêncio. Alô? atendi rapidamente, era de um hospital. Anunciaram que o meu namorado , o meu amor estava em coma, ele havia sofrido um acidente de carro. Um filme passou  pela minha cabeça , até ouvir o barulho da xicara de café tocar o chao, se espatifando. Me desesperei, caí em prantos. Eu o amava mais que tudo , me troquei e fui para o hospital. Quando cheguei la me informaram o numero do quarto e logo fui ve-lo . Ele estava todo enfaixado, com tubos e aparelhos ligados. Me debrucei e chorei. Por favor meu amor nao me deixei,essas foram as unicas palavras que eu consegui citar dirante o meu choro de desespero. Foi quando senti suas maos, tocarem as minhas e uma voz sussurrada , Eu te amo. Foi quando ouvi um piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiih , ele havia ido para o paraíso.

0 comentários:

A Caprichosa

A Caprichosa
Esteticista| Cristã| Mãe do Luck. Cantinho reservado para as mulheres que amam vaidade e um pouquinho de cada assunto.

Arquivo do blog

@barbarapiracelli

@barbarapiracelli

Tecnologia do Blogger.

Anuncie !!!!