segunda-feira, 7 de junho de 2010

Coisas do passado que tornam a se revoltarem dentro de mim, aparecem diante de noites de insônia. O cansaço está a tona, mas algo está tirando meu sono, há algo além de mim. Então abro a janela, e um vento suave toca meu rosto desenhando cada detalhe da minha delicada expressão.
Nas ruas posso ouvir passos de gente adulta, mas ao olhar o céu vejo um luar lindo com estrelas absolutamente brilhantes. Sinto que posso sentir e tocar o céu, mas seria bom se tudo que sonharmos fizesse sentido ao acordamos. Mesmo que minha fé seja pequena igual ao tamanho de um grão de mostarda será o suficiente para Deus plantar algo em mim.
Olhando para cima, tentando ver o céu além de mim. Procuro imaginar o porque de estar tudo tão distante. Me sinto vazia, e ao ver meu reflexo no espelho, vejo minha beleza, que não diz nada para mim.
Quantas coisas durante o dia não machucam o meu coração? Mas ele cura, ele sempre cura um coração ferido.
Preciso de você, hoje , Senhor, mas você não quer se mostrar para mim porque? Penso um pouco, e oro, e quando toda a impureza vai embora ... Posso ver meu reflexo ao seu lado, Pai !
(Poema de Bárbara Piracelli , com participação de Júlia Melo).

0 comentários:

A Caprichosa

A Caprichosa
Esteticista| Cristã| Mãe do Luck. Cantinho reservado para as mulheres que amam vaidade e um pouquinho de cada assunto.

Arquivo do blog

@barbarapiracelli

@barbarapiracelli

Tecnologia do Blogger.

Anuncie !!!!