segunda-feira, 20 de setembro de 2010


Eu estava perdida, no meio daquela cidade onde eu mal conhecia. Por ter ido atrás de você, me feri, me machuquei. Em um banco me sentei, quando pingos de alivio a chuva me trouxe. Você havia me deixado e eu estava sentindo sua falta. Maldito filha da puta, que não me amava como eu sonhava. Me senti enfurecida por você ter saido daquela maneira sem o meu último beijo. Foi quando recebi um telefonema. Era ele. O nó na garganta surgiu como se tivesse tendo a primeira conversa com ele. Fui até o endereço combinado. Desci do taxi e bati na porta. Toda encharcada, sem esperanças, fraca e com fome, fui em frente. A porta se abriu. Foi quando ele inesperadamente me beijou e disse que me amava.

0 comentários:

A Caprichosa

A Caprichosa
Esteticista| Cristã| Mãe do Luck. Cantinho reservado para as mulheres que amam vaidade e um pouquinho de cada assunto.

Arquivo do blog

@barbarapiracelli

@barbarapiracelli

Tecnologia do Blogger.

Anuncie !!!!