segunda-feira, 20 de setembro de 2010


Quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa pra esconder. É estranho pensar que um dia tudo muda, tudo acaba. Por várias vezes tentei te avisar, tentar te mostrar que isso acabaria num fim trágico. Eu sei como é sentir aquele nó enorme na garganta, que te sufoca, até que você cede e chora. Eu senti raiva de você por vários minutos. Eu sei como é ter os olhos úmidos e aquele medo de que não seja forte o suficiente para segurar as lágrimas quando está em público. Eu sei como é sofrer tão dolorosamente que as vezes você precisa fingir que vai ao banheiro, apenas para lavar o rosto e se recompor. Eu tentei não lembrar de nada, mas não pude controlar eu mesma. Você se fingi feliz, mas sei que no fundo você é algo imundo querendo uma saída, uma nova jornada. Com o meu afastamento você só ganhou o ódio dentro de si. São tantas coisas, tantos sentimentos juntos, que eu já não sei mais pelo que as lágrimas caem.

0 comentários:

A Caprichosa

A Caprichosa
Esteticista| Cristã| Mãe do Luck. Cantinho reservado para as mulheres que amam vaidade e um pouquinho de cada assunto.

Arquivo do blog

@barbarapiracelli

@barbarapiracelli

Tecnologia do Blogger.

Anuncie !!!!