quarta-feira, 11 de abril de 2012

...

Eduarda e Sophia permaneceram abaixo daquela árvore durante o intervalo todo. As horas se passaram, as jovens voltaram para casa. Sophia ficou logo na segunda casa da rua de Eduarda onde também morava. As duas eram amigas desdo quinto ano da escola. Eduarda foi pra casa imaginando se Kaio viria atrás dela. O dia se vai, e a lua ilumina toda a cidade. Eduarda se enchia de esperanças, tentava não se iludir. A moça estava destraida por volta das oito e cinquenta e cinco da noite, mexendo em seu computador.
Sua mãe, Fátima, abriu a porta do quarto: -Filha há um moço te chamando lá em baixo-. Ela disse.
Eduarda no mesmo instante desceu. -Oi-. Disse ela já do lado de fora da casa.
Ele usava um perfume que deixava Eduarda enlouquecida, ardente, camisa xadrez. - Oi Duda-. Disse ele sorrindo.
Houve uma pausa.  - Você quer dar uma volta comigo?-. Disse ele já se descendo as escadas.
Eduarda sorriu e balançou a cabeça. A frente da casa branca com janelas em detalhes azuis, casa de Eduarda havia um carro. Kaio abriu a porta para Eduarda.
Ela entrou. Pensou, sentiu medo, talvez devesse voltar para trás, mas não voltou. Os dois partiram em direção a sentido algum.
Ele andou talvez alguns kilometros, até chegar uma praça. Eles se direcionaram ao centro, sentaram-se.
Minutos se passaram, Kaio e Eduarda estavam mais íntimos, que pareciam se conhecer a meses.
- Acho que esta na hora de volta -.  Disse ela olhando para os olhos de Kaio.
Se encaminharam novamente para o carro. Novamente , em frente a casa Kaio parou, olhou para ela e disse: - Nos vemos amanhã na escola?-.
-Sim, claro. Me encontre no intervalo, debaixo da árvore do centro-. Disse ela sorridente.
Ela colocou a mão sobre o pino da porta, ele segurou sua mão. -Espera-. Suas palavras foram rápidas.
Ele com sua mãe macia, e grande mas delicado, puxou queixo de Eduarda, fazendo com que seu rosto fosse em direção a ele, colocou seu cabelo atras de sua orelha, e quando seus lábios iam tocar com o dela, ouve-se um barulho.
-Eduarda-. Era uma voz feminina aguda e que parecia estar enfurecida.
Eduarda se pôs a olhar pelo vidro, era Sophia parada com as mãos na cintura olhando para eles.
Ela apenas acenou - Hello, você não vem?- Disse Sophia sem paciência.
-Acho melhor você ir-. Disse Kaio. - Ainda temos chances-. Ele beijou o rosto de Duda.
- Boa noite -. Eduarda sorriu e saio do carro.
Enfurecida Eduarda disse para Sophia: - O que foi agora? -.
-Você esqueceu da noite das meninas? Da noite em que as meninas da sala dormem aqui? Todas já foram embora!-. Disse Sophia, enquanto andava em direção a casa de Eduarda juntamente a ela.
( Continua 15/04 ... ) 

2 comentários:

  1. Muito bacana Barbara :)
    Acho que a Sophia está com inveja da Duda kkk

    ResponderExcluir
  2. também acho ela até já comentou que ele é bonito!!kkkkk

    ResponderExcluir

A Caprichosa

A Caprichosa
Esteticista| Cristã| Mãe do Luck. Cantinho reservado para as mulheres que amam vaidade e um pouquinho de cada assunto.

Arquivo do blog

@barbarapiracelli

@barbarapiracelli

Tecnologia do Blogger.

Anuncie !!!!